Meu imóvel

Documentos para financiamento: confira o que não pode faltar!

Você sabia que 39% dos brasileiros possuem o sonho de consumo de comprar a casa própria? Sendo que, para muitas dessas pessoas, a maneira mais rápida de transformar isso em realidade é por meio da contratação de um financiamento imobiliário?

Entretanto, antes de pedir a análise do crédito, o comprador deve tomar alguns cuidados, sobretudo em relação ao seu planejamento financeiro, além de ter muita atenção em conseguir todos os documentos para o financiamento, pois, caso ocorra algum erro, é possível acontecer atrasos na liberação dos recursos.

É bom lembrar que a contratação de crédito é algo muito sério, pois, apesar de as parcelas poderem comprometer no máximo 30% do faturamento mensal, seu pagamento impactará por alguns anos a renda familiar.

Além disso, sempre é bom ter conhecimento sobre como funciona o financiamento imobiliário, dessa forma, será possível que o comprador trace estratégias para conseguir pagar menos juros e quitar mais rapidamente sua dívida.

Está interessado? Continue então a leitura deste artigo e descubra mais sobre como funciona e quais são os documentos para o financiamento imobiliário. Boa leitura!

O que é o financiamento de imóveis?

Basicamente, o financiamento imobiliário é um empréstimo que tem como objetivo conceber o crédito necessário para adquirir um bem imóvel. Normalmente, a instituição financeira — a qual poderá ser os bancos ou, até mesmo, a construtora do empreendimento — exigirá do comprador a quitação imediata de uma entrada do valor da compra.

O montante remanescente será emprestado e deverá ser pago durante um período pré-determinado, o qual poderá chegar, dependendo do banco, até 30 anos. Em contrapartida, o adquirente pagará sua dívida, acrescida de juros, em prestações que não poderão comprometer mais do que 30% da renda familiar mensal.

Uma das grandes vantagens dessa modalidade de crédito se deve à realização do sonho da casa própria de maneira mais rápida. Entretanto, por causa da dívida ser paga durante um longo tempo, existem muitos riscos de inadimplência e, ao quitar todas as parcelas, o comprador terá pago quase 3 vezes o valor do crédito emprestado.

Quais são as etapas de um financiamento imobiliário?

Para quem deseja adquirir o seu primeiro imóvel por meio de um financiamento imobiliário, a boa notícia é que existem diversas instituições financeiras — públicas ou privadas — e programas governamentais de moradia (como o Minha Casa Minha Vida) que oferecem esse tipo de crédito.

Apesar de cada modalidade de financiamento possuir critérios próprios, as etapas básicas para a liberação do crédito não variam muito entre as instituições. São elas:

  • entrega da documentação requisitada;
  • análise do crédito;
  • avaliação do imóvel;
  • assinatura do contrato;
  • pagamento do ITBI;
  • registro do imóvel.

O que é considerado para o crédito ser aprovado?

Quando uma pessoa deseja comprar uma residência por meio de um financiamento imobiliário, não basta apenas ter a vontade de realizar o sonho da casa própria. Para que o crédito seja liberado, é necessário que o solicitante possua as condições necessárias para cumprir os termos acordados no contrato.

Dessa forma, o banco entende que serão baixos os riscos envolvidos caso ocorra a liberação do recurso necessário para que o requerente realize a compra do imóvel. Logo, para que se chegue a essa conclusão, a instituição financeira deverá realizar uma minuciosa análise sobre a vida do requerente, sendo que os principais fatores avaliados são:

  • renda mensal — a prestação do financiamento deverá ser inferior a 30%;
  • não possuir restrições em nenhum órgão de consulta cadastral;
  • bom relacionamento com a instituição financeira.

Sendo assim, o banco conseguirá determinar qual será o limite de crédito que o solicitante poderá conseguir, além de determinar as taxas de juros envolvidas no empréstimo.

Quais são os documentos para o financiamento?

Um ponto importante para a liberação do crédito é a análise da documentação. Por isso, o futuro comprador deverá tomar alguns cuidados, pois qualquer falha poderá atrasar o procedimento ou, até mesmo, ter o pedido negado.

Os principais documentos exigidos pelas instituições financeiras são:

Documentos dos compradores

Pessoa Física

  • cópia do Cadastro de Pessoa Física (CPF);
  • cópia da Carteira de Identidade;
  • comprovante de renda atualizado;
  • comprovante de residência recente;
  • comprovação do estado civil;
  • certidão negativa, conforme solicitação da instituição bancária em questão.

Se o solicitante deseja utilizar o FGTS, os documentos serão:

  • extrato original, carimbado, datado e atualizado do FGTS — esse documento é expedido em uma agência da Caixa;
  • comprovante de residência;
  • cópia da Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS);
  • cópia da declaração de imposto de renda mais recente.

Pessoa Jurídica

  • cópia da Certidão Negativa de Débito (CND) com o INSS;
  • cópia do Certificado de Regularidade do FGTS (CRF);
  • cópia da Certidão de Quitação de Tributos Federais (CQTF);
  • cópia da Certidão da Junta Comercial atualizada (JUCEC);
  • cópia do Contrato Social ou Estatuto Social atualizado e registrado na junta comercial.

Documento dos vendedores

Pessoa Física

  • cópia do Cadastro de Pessoa Física (CPF);
  • cópia da Carteira de Identidade;
  • comprovação do estado civil;
  • declaração de profissão;
  • certidão negativa, conforme solicitação da instituição bancária em questão.

Pessoa Jurídica

  • cópia da Certidão Negativa de Débito (CND) com o INSS;
  • cópia do Contrato Social ou Estatuto Social atualizado e registrado na junta comercial;
  • carta autenticada em cartório com a assinatura dos representantes da empresa;
  • cópia da Certidão da Junta Comercial atualizada (JUCEC);
  • cópia da Certidão Negativa de Débitos de Tributos e Contribuições Federais (CCN).

Documentos do imóvel

Imóvel Novo

  • registro do imóvel atualizado;
  • certidão negativa do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU);
  • certidão negativa de ônus reais;
  • registro de ações reipersecutórias e alienações;
  • averbação da construção no Cartório de Registro de Imóveis;
  • cópia alvará de utilização ou “Habite-se”;
  • cópia do boleto referente ao pagamento da Taxa de Cadastro e Avaliação (TCA);
  • planta baixa;
  • cópia da opção de compra e venda datada e assinada pelas partes envolvidas;
  • Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) do engenheiro responsável pela obra;
  • se o imóvel foi financiado por outra instituição financeira, será necessário apresentar para a nova operadora de crédito a declaração de saldo devedor.

Imóvel Usado

  • registro do imóvel atualizado;
  • certidão negativa do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU);
  • certidão negativa de ônus reais;
  • caso o imóvel esteja localizado em um condomínio, certidão negativa de débitos condominiais;
  • certidão vintenária (20 anos) com negativa de ônus atualizada;
  • cópia do boleto referente ao pagamento do Taxa de Cadastro e Avaliação (TCA);
  • cópia da opção de compra e venda datada e assinada pelas partes envolvidas;
  • se o imóvel foi financiado por outra instituição financeira, será necessário apresentar para a nova operadora de crédito a declaração de saldo devedor.

Como você pôde perceber, para que o pedido de liberação de crédito seja aprovado, é necessário vencer algumas etapas burocráticas. Por isso, é fundamental ter atenção na hora de apresentar os documentos para o financiamento, pois, caso ocorra algum erro, além do processo ser interrompido, existe o risco dele ser cancelado.

Agora que você sabe mais sobre a documentação envolvida na aprovação de um financiamento imobiliário, que tal dar mais um passo para transformar em realidade o sonho da casa própria? Leia nosso artigo sobre como se organizar financeiramente para conseguir comprar um imóvel!

Guia prático para comprar um imóvel sem errosPowered by Rock Convert
Guia completo da construção de um apartamento da planta até a entrega das chavesPowered by Rock Convert
Você pode gostar
Como comprar um apartamento com pouco orçamento?
Bairros de Fortaleza: saiba como escolher o lugar ideal para morar

Deixe seu comentário

Seu Comentário*

Seu Nome*
Seu Site

Share This