Bem estar

Como escolher um playground infantil de condomínio?

Avaliamos um montão de fatores na hora de escolher um apartamento, né? São tantos que às vezes a gente se perde! Um deles é muito importante e diz respeito à qualidade de vida e segurança dos nossos filhos: o playground infantil. Neste artigo, vamos te ensinar como avaliar o parquinho de um condomínio.

O cuidado com o bem-estar das crianças é fundamental, portanto, abordaremos aspectos como o material dos brinquedos, a sinalização indicativa, adequação do espaço, manutenção, monitoramento e até o tipo de piso no local. Você vai ficar por dentro de tudo com as dicas essenciais que vão garantir a diversão das crianças.

Quer saber como escolher um playground infantil de condomínio? Continue a leitura e confira as dicas.

Observe o material dos brinquedos

O primeiro ponto que você deve observar é o material de cada brinquedo do playground. De modo geral, os brinquedos devem apresentar detalhes mais arredondados, sem quinas afiadas ou peças que se soltam com facilidade. Entretanto, devemos ficar de olho nos detalhes, principalmente das estruturas maiores.

Os brinquedos de plástico são indicados para as crianças com pouca idade. O material deles apresenta menor risco de acidentes, pois não enferruja e muito menos solta pequenas peças. O plástico também é atóxico e com revestimento que protege contra a ação dos raios solares, que diminuem a vida útil do brinquedo.

Outra vantagem dos brinquedos de plástico é que eles são menores, perfeitos para as crianças mais novas, além de serem coloridos e lúdicos, estimulando a criatividade na hora da brincadeira. Assim dá para brincar com elas e acompanhar de perto os movimentos, evitando que elas se machuquem.

Já os brinquedos de madeira são recomendados para as crianças a partir dos 7 anos. Como a madeira é mais resistente que o plástico, ela é o material mais indicado para as atividades dessa faixa etária. É nela que as crianças testam mais intensamente a própria coordenação motora. Observe, entretanto, se alguns módulos são de plástico, como os assentos e escorregadores.

Há também os brinquedos de ferro, que são conhecidos pela alta durabilidade. As crianças acima de 10 anos podem se divertir tranquilamente neles. Os brinquedos desse material, que é mais durável e resistente, são recomendados para os parquinhos que têm muitas crianças. Aí tem um detalhe que vale destacar!

Fique atenta se a manutenção desse tipo de brinquedo está em dia, pois o ferro, quando não é cuidado adequadamente, pode oxidar.

Verifique se há sinalização indicativa

Também é importante verificar a existência de sinalização indicativa no playground infantil. Placas devem indicar a idade recomendada para cada brinquedo, bem como o espaço. Dependendo do condomínio, pode ser que o parquinho das crianças maiores fique em uma área diferente.

Cada brinquedo também deve receber uma sinalização em relação à faixa etária para o qual ele é destinado. Isso estimula o bom uso dos brinquedos e a segurança das crianças.

Fique atento às normas de segurança

Você sabia que a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) fez uma reformulação nas regras que determinam a segurança dos playgrounds? Criou-se, a partir disso, um dossiê técnico. Ele formaliza as normas e serve como uma ferramenta muito útil para que todos, inclusive você, entendam o que garante a segurança das crianças.

Também conhecido como NBR 16701, esse dossiê fala da manutenção dos brinquedos, cuidados com o material de acabamento deles e detalhes específicos, como os pinos e parafusos que devem estar devidamente ajustados. Ele também fala sobre os limites de altura e a distância entre os brinquedos.

Para garantir a segurança do seu filho, imprima uma versão e confira os principais detalhes quando for avaliar o playground infantil do condomínio.

Confira se o espaço é adequado

Além de observar os pontos que a ABNT documenta, você mesmo pode conferir se o espaço é adequado. Observe, por exemplo, o posicionamento dos brinquedos. Os mais altos estão distantes do muro? Os escorregadores estão voltados para as áreas livres ou espaços apertados, como a parede ou outros brinquedos?

Veja também se o parquinho está em um local com mais sombra, protegendo as crianças da exposição excessiva aos raios solares. No caso das áreas arborizadas, que são excelentes para as crianças, elas também precisam proporcionar segurança. Árvores com frutos pesados, por exemplo, devem ficar longe do playground.

Como essas áreas também costumam ser ajardinadas, deve ser evitado o cultivo plantas tóxicas ou que provocam urticárias — principalmente por causa das crianças menores. Esses são detalhes simples, mas que podem mudar a sua avaliação em relação ao playground infantil.

Questione se a manutenção é feita

Aproveite para questionar a manutenção do playground infantil. Mesmo que você esteja diante de brinquedos novos, é fundamental perguntar sobre as visitas técnicas do fornecedor ou fabricante. Uma manutenção mal feita pode colocar em risco a segurança das crianças, bem como a durabilidade do brinquedo.

A identificação de parafusos soltos, partes frouxas e desajustadas indicam a falta de manutenção. Verifique se há um planejamento por parte do condomínio em relação às visitas técnicas. Geralmente, esse ambiente precisa estar limpo e extremamente bem cuidado, como se fosse uma extensão do seu apartamento.

Note se as crianças são monitoradas

Nós sabemos o quanto as crianças são ativas, não é verdade? Em um piscar de olhos, elas correm e vão atrás de novas brincadeiras. Sendo assim, é fundamental que a brincadeira no playground infantil seja acompanhada por um adulto responsável. Verifique se há um monitor, pai ou mãe por perto.

Como muitos pais e responsáveis trabalham, é comum que eles se organizem para revezar no monitoramento das crianças no playground. O condomínio também pode ajudar a garantir a segurança instalando câmeras na área.

Veja qual é o tipo de piso utilizado

O piso emborrachado possui fácil manutenção e é antiderrapante, evitando as quedas. E quando as crianças caem, o seu material macio ajuda a amortecer o impacto. Existe também a opção de grama natural, que também absorve o impacto. O problema é que elas precisam de manutenções frequentes e podem criar poças d’água.

A grama sintética costuma ser usada como piso em playgrounds infantis sombreados ou localizados em áreas internas. Em compensação, o conforto térmico dele tende a ser menor que o da grama natural. Pisos de areia ou lascas de madeira se espalham com mais facilidade e podem atrair bichos.

O playground infantil é um dos espaços preferidos das crianças que moram em condomínios, portanto, precisa ser bem cuidado para garantir a segurança delas e a brincadeira constante.

Assine a nossa newsletter e receba por e-mail outras dicas e informações que vão tornar a sua vida em condomínio ainda mais fácil.

Guia completo da construção de um apartamento da planta até a entrega das chavesPowered by Rock Convert
Você pode gostar
Veja as vantagens de ter um espaço pet no seu condomínio
10 motivos para você morar em um condomínio para famílias

Deixe seu comentário

Seu Comentário*

Seu Nome*
Seu Site

Share This