Meu imóvel

Afinal, quanto custa morar sozinho? Descubra agora mesmo!

Para muitos, a vida adulta só começa quando se sai da casa dos pais para morar sozinho. Entretanto, além de conquistar a tão sonhada liberdade, ao decidir viver dessa forma, é preciso que se tenha muita responsabilidade, pois ela envolve várias obrigações.

A mais importante delas é manter as contas em dia, afinal, você não terá mais outra pessoa para organizar os gastos de seu lar. Por isso, antes de optar por sair do ninho, é preciso avaliar vários fatores, principalmente quais serão os custos e qual a sua capacidade financeira.

Neste artigo, você descobrirá tudo o que é preciso considerar antes de sair da casa dos pais e quais as principais despesas de quem mora sozinho. Acompanhe-nos!

O que levar em conta ao decidir morar sozinho?

Apesar de a ideia de liberdade ser tentadora, morar sozinho envolve diversas responsabilidades e exige disciplina. Afinal, viver em uma casa diferente da dos pais não é tão simples quanto qualquer jovem imagina, visto que se deverá realizar tarefas que antes não se realizava.

Confira, a seguir, questões a serem abordadas antes de se decidir sair do lar de seus pais:

A sua condição financeira

Muitas pessoas brincam dizendo que se torna adulto quando se percebe que sua felicidade se baseia em ter todos os boletos pagos em dia. Isso é uma grande verdade para quem mora sozinho, já que os custos da residência, agora, são de sua responsabilidade.

Ao avaliar a viabilidade de se mudar, será necessário, primeiramente, considerar quais serão os seus gastos durante o mês. Será preciso estimar os custos com água, luz, telefone, internet, alimentação e aluguel. Dessa forma, será possível perceber se o seu faturamento mensal conseguirá manter o estilo de vida ao qual você está acostumado ou pretende ter.

A responsabilidade pela limpeza é sua

A menos que você tenha condições para contratar alguém para realizar essas tarefas, você não conseguirá se livrar da obrigação de manter limpa a sua residência. Afinal, se o seu desejo é viver com conforto e qualidade, é preciso que seu ambiente esteja em ótimas condições de uso.

O mesmo acontece com as roupas. Caso não tenha ninguém para lavá-las, será preciso separar alguns momentos de sua rotina para essa tarefa.

A alimentação

Quem mora sozinho deve se preocupar com a sua alimentação. Alimentos pouco saudáveis, porém muito comuns entre os jovens que moram sozinhos, como o miojo e os fast foods, além de evidenciarem fisicamente sua nutrição inadequada, ainda prejudicarão sua saúde.

Ademais, gerenciar corretamente a dispensa é imprescindível. O desperdício decorrente do vencimento dos produtos ou de compras em excesso é, infelizmente, muito comum.

A possível sensação de solidão

Apesar da grande liberdade de não ter que dar mais satisfação a ninguém, quem mora sozinho pode se sentir muito solitário. Por isso, é importante encontrar meios para não se sentir tão só, como receber os amigos em casa, ocupar-se com um hobby ou, até mesmo, adotar um animal de estimação.

No entanto, apesar desses empecilhos, que podem ser encarados como desafios, morar fora da casa dos pais é uma grande conquista. A obrigação de resolver os mais variados tipos de problemas faz com que essa experiência se torne uma verdadeira aula de vida.

Quais são os principais gastos de morar sozinho?

Para a grande maioria, a maior desvantagem de morar sozinho se torna evidente no início de cada mês, pois é nessa época que chegam os boletos. Assim, para não passar por problemas, é fundamental fazer um planejamento, estimando qual será o seu gasto mensal.

Os custos de viver fora da casa dos pais são variáveis, pois ele eles são influenciados pelo padrão de vida que se pretende levar. No entanto, existem alguns custos dos quais não há como fugir. Os principais são:

Aluguel ou parcela do financiamento

Ao sair da casa dos pais, o primeiro gasto que deve ser considerado é o de moradia. Independentemente da opção por alugar ou financiar a residência onde se irá morar, a probabilidade de que essa despesa seja a maior de seu orçamento mensal é grande.

Entretanto, é possível encontrar imóveis com os mais variados valores em uma mesma cidade. Por isso, é importante determinar o quanto se pretende gastar com esse item, a fim de direcionar a busca a um imóvel que, de fato, caiba em seu orçamento.

Taxa de condomínio

Caso você decida viver em um condomínio, uma taxa condominial, com certeza, deverá ser paga para custear as despesas de manutenção e administração do empreendimento. Esse custo, no entanto, também varia de acordo com a estrutura e o padrão do imóvel.

Sendo assim, quanto mais serviços um condomínio oferecer — como academia, piscina, área de lazer ou portaria 24 horas —, mais cara será essa taxa. Por isso, é necessário escolher um edifício que esteja de acordo com a sua capacidade financeira.

Serviços básicos

Nos dias atuais, é impensável morar em uma residência que não possua abastecimento de energia elétrica, de água e de gás. Mesmo que ainda existam condomínios que rateiam algumas dessas despesas, é preciso considerar esses gastos em seu planejamento mensal.

Contudo, é difícil estimar com precisão quanto custarão esses serviços, pois eles são influenciados pelos seus hábitos. Assim, quanto maior for o consumo, mais caras serão as contas.

Alimentação

Os gastos com alimentação são, juntamente aos de moradia, uma das maiores despesas de um orçamento mensal. Além das compras de supermercado, será preciso considerar o quanto poderá ser desembolsado em restaurantes e deliveries.

Por isso, antes de decidir morar sozinho, é crucial analisar seus hábitos alimentares e calcular o quanto você gastará com esses alimentos. Não deixe passar nada, pois muitas das guloseimas que você gosta, por exemplo, poderão comprometer uma parcela considerável de seu orçamento.

Apesar de a opção por morar sozinho envolver vários desafios, essa decisão será uma das mais importantes da sua vida! Além de tudo, mesmo que existam alguns pontos negativos, a sensação de liberdade e o potencial de amadurecimento compensam qualquer obstáculo.

Caso você tenha gostado dessas dicas, não deixe de compartilhar este post com os seus amigos em suas redes sociais!

Guia prático para comprar um imóvel sem errosPowered by Rock Convert
Guia completo da construção de um apartamento da planta até a entrega das chavesPowered by Rock Convert
Você pode gostar
Passo a passo: saiba como sair do aluguel o quanto antes!
Pagamento do ITBI em Fortaleza: como funciona

Deixe seu comentário

Seu Comentário*

Seu Nome*
Seu Site

Share This