Bem estar

7 dicas para melhorar a qualidade de vida familiar

Por conta da rotina muito agitada, muita gente acredita que ter uma qualidade de vida melhor é um objetivo muito difícil de ser alcançado. No entanto, o que essas pessoas não sabem é que com algumas mudanças já é possível melhorar a qualidade de vida familiar.

Para comprovar isso, separamos 7 dicas que podem ajudar quem tem esse objetivo. Confira!

1. Faça mudanças na alimentação

Provavelmente você já ouviu falar da importância de uma alimentação equilibrada para a saúde. Ocorre que ela também afeta o bem-estar, uma vez que o organismo precisa de nutrientes e vitaminas para funcionar adequadamente.

Com o corpo funcionando bem, os níveis hormonais são estabilizados e produzimos mais substâncias como a serotonina, que é essencial para manter o ciclo de sono, a memória e o bom humor. Sendo assim, adotar uma alimentação mais equilibrada pode melhorar substancialmente a qualidade de vida familiar.

2. Pratique atividades físicas com toda a família

As atividades físicas trazem muitos benefícios, isso não é nenhum segredo. Elas ajudam a evitar o sobrepeso e doenças cardiovasculares, controlam a pressão arterial e o diabetes. Além disso, a prática de exercício físico melhora a autoestima, diminui o estresse e proporciona mais concentração e foco.

Uma forma de estimular a prática de atividade física é convidar todos para praticar algum esporte ou atividade juntos. Pode ser futebol, vôlei, caminhada, basquete ou mesmo ciclismo. Escolha um local seguro, como um parque com áreas verdes e crie a rotina de ir ao menos uma vez por semana.

Além de saudável, pode se tornar uma atividade muito divertida e que estimula a interação entre a família, fortalecendo o vínculo entre todos. Não vale dar a desculpa da falta de tempo: algumas horas são o suficiente e, com certeza, você se sentirá mais disposto para cuidar dos afazeres depois.

3. Cuide da saúde mental

Qualidade de vida para a OMS é “o estado de completo bem-estar físico e mental”. Por isso, é preciso ressaltar que cuidar da saúde mental é tão importante quanto cuidar do corpo. Em uma sociedade cada vez mais conectada, acelerada e multitarefas, casos de estresse crônico, ansiedade, depressão e Burnout são cada vez mais recorrentes.

Pessoas que têm uma saúde mental debilitada tendem a ter problemas no trabalho, na vida social e familiar. Em alguns casos, as pessoas começam a procurar o alívio em drogas e álcool, se tornando mais sujeitas a ter infecções, doenças autoimunes e alergias.

Sendo assim, um dos requisitos para conquistar uma boa qualidade de vida familiar é cuidar dos problemas psicológicos e emocionais.

Não pense que para cuidar desta parte é preciso já ter desenvolvido algum problema. Na verdade, o ideal é cuidar para que esses distúrbios não surjam ou se desenvolvam. Por isso, essa dica é para que você cuide desses aspectos em si mesmo e observe a saúde mental de todos da família.

Procurar ajuda profissional não deve mais ser tratado como um tabu ou uma fraqueza. Afinal, se alguém tem algum sintoma de uma doença (como dor de cabeça e febre, por exemplo) esta pessoa tem que ir ao médico, não é mesmo? Com os problemas psicológicos é a mesma coisa.

4. Tenha um período de sono de qualidade

Dormir muito não é sinônimo de dormir bem. Para que o sono seja realmente satisfatório, é preciso cultivar alguns hábitos como dormir sempre no mesmo horário para condicionar o metabolismo e comer alimentos mais leves antes de dormir.

Além disso, evite bebidas estimulantes como o café e uso de equipamentos eletrônicos que emitem luz e estimulam o cérebro. Podem parecer gestos simples, mas eles fazem toda a diferença para que você consiga dormir mais profundamente e não acorde durante a noite.

A consequência será um sono tranquilo, de qualidade e que promova um bem-estar muito maior. Adote-os e estimule sua família a fazer o mesmo.

5. Dedique tempo para fazer passeios familiares

Por conta do excesso de trabalho, por vezes é complicado encontrar espaço na agenda para viver momentos de descontração com a família. No entanto, é primordial que você deixe de ver isso como um luxo e passe a tratar como uma necessidade, pois realmente é.

Um dos fatores-chave para ser mais feliz, mais produtivo no trabalho e ter mais qualidade de vida é justamente o convívio social. Encontre um tempo para fazer passeios e se possível viaje com a família. Esse período deve ser de lazer e descanso, nada de trabalhar ou checar e-mails, apenas se divirta. Você vai ver como a qualidade de vida familiar melhorará!

6. Estimule os hobbies

Ter um hobby é algo que pode ajudar você e sua família a fazer mais uma atividade juntos, além de ser prazeroso chegar em casa após um dia exaustivo e fazer uma atividade que lhe agrade.

Existem uma infinidade de hobbies como xadrez, jogos de RPG, videogame, trekking, colecionismo, aeromodelismo, plastimodelismo e artesanato. Pesquise um interesse em comum entre você e sua família e vá em frente.

Caso os gostos sejam muito diferentes, não tem problema. Cada um pode ser adepto de um hobby diferente e trocar informações sobre ele quando estiverem juntos. De qualquer forma, o objetivo é desestressar e se divertir.

7. Escolha uma boa localização para morar

Você mora longe do trabalho? Seus filhos estudam longe de casa? Seu bairro não é muito seguro? Essas características acabam prejudicando muito a qualidade de vida. Passar horas intermináveis no trânsito e ter medo de sair na rua para fazer uma caminhada é muito ruim, mas infelizmente é a realidade de muitos brasileiros.

A boa notícia é que você pode mudar essa situação. Você pode se mudar para um bairro mais próximo do trabalho e da escola de seus filhos. Além de poder optar por um condomínio fechado com vigilância 24 horas, cerca elétrica, ronda noturna e portaria ou por um bairro mais seguro.

Verifique se existem supermercados, áreas de lazer, hospitais e outras características importantes para as necessidades de sua família. Mudar de casa pode não ser algo tão simples, mas a qualidade de vida familiar tende a aumentar significativamente, o que compensa posteriormente.

Inclusive, até mesmo a sua saúde e de sua família pode ser beneficiada. Confira este artigo em que falamos sobre como morar em áreas verdes melhora a saúde!

Guia completo da construção de um apartamento da planta até a entrega das chavesPowered by Rock Convert
Você pode gostar
Veja aqui 8 sinais que indicam que é hora de mudar de casa
Segurança em condomínios e prédios: entenda por que ela é maior

Deixe seu comentário

Seu Comentário*

Seu Nome*
Seu Site

Share This