Meu imóvel

Como e quando decidir comprar o próprio apartamento?

Quem não deseja ter um espaço para chamar de seu? Comprar o próprio apartamento é um dos principais objetivos de muitos brasileiros, sobretudo da população mais jovem.

Sabemos, porém, que essa não é uma tarefa fácil, sendo preciso ter cautela e planejamento para que o sonho não se torne um verdadeiro pesadelo. Afinal, para fazer um bom investimento, você deverá pensar a longo prazo, identificar as suas necessidades, definir um orçamento e ainda escolher bem o tipo de imóvel desejado. Vamos entender melhor sobre o assunto?

Para te ajudar, criamos este artigo com dicas fundamentais para você fazer uma compra satisfatória e ter o cantinho que sempre quis. Acompanhe a leitura!

Descubra se está na hora de adquirir o imóvel próprio

Muitas vezes, nos empolgamos com a ideia de comprar o próprio apartamento e nos esquecemos de analisar os fatores externos. Além das questões financeiras, é recomendável elaborar um planejamento completo para evitar uma aquisição realizada no impulso ou que cause arrependimentos futuros. Os principais pontos a serem considerados são:

Motivo da compra

Pare por alguns segundos e pense em qual é a real motivação da sua compra. Você vai se casar e quer construir uma família ou apenas quer se livrar do aluguel? Esses pontos são fundamentais para te guiar na escolha do imóvel.

Com eles em mente, você terá mais facilidade para definir outras questões relevantes, como a escolha da localização, o número de quartos necessários e se é o caso de priorizar um condomínio com área de lazer, garagem e outras facilidades.

Nessa fase, você também poderá analisar se é o melhor momento para investir o seu orçamento em um imóvel ou se há a possibilidade de aguardar mais uns meses para a realização desse sonho. Tenha atenção!

Finanças controladas

Caso você deseje adquirir o seu imóvel, comece a economizar desde já! Por isso, controle as suas finanças e crie uma poupança. Faça uma lista e identifique qual o seu gasto mensal com alimentação, lazer, saúde e demais despesas de moradia.

Esse tipo de planejamento é essencial para você saber quais gastos reduzir e, até mesmo, ter uma ideia do quanto poderá contribuir por mês se optar por um financiamento.

Tipo de apartamento

Após conhecer melhor as suas necessidades, você terá mais facilidade para escolher o tipo de apartamento desejado. Atualmente, o mercado imobiliário dispõe de uma série de modelos, com diferentes características. Os mais conhecidos são:

  • apartamento padrão;

  • cobertura;

  • duplex;

  • loft;

  • studio;

  • e quitinete.

Há ainda a possibilidade de escolher entre imóveis na planta ou antigos.

Orçamento

Além de uma boa economia, é importante saber se você contará com a ajuda de outras pessoas na compra do imóvel. Isso acontece principalmente quando casamos e resolvemos dividir os gastos de moradia com o nosso parceiro. Não se esqueça de incluir essas informações no seu orçamento!

Caso você resolva parcelar a compra, faça uma soma das rendas envolvidas e defina um valor médio para a parcela do imóvel. Esse passo é indispensável para que você realize uma compra consciente, segura e que não comprometa os seus gastos básicos futuramente.

Encare essa compra como um investimento alto e que levará muitos anos para a sua quitação. Por isso, o planejamento a longo prazo é indispensável.

Custos extras

Engana-se quem imagina que os gastos se limitam apenas à compra do imóvel. Ao longo do processo, há as taxas de transferências, taxas de encargos bancários e documentação. E mais: você deverá poupar uma quantia para a mobília do seu espaço.

Afinal, de nada adianta comprar o próprio apartamento sem ter conforto e praticidade necessários, certo? Inclua na sua lista outros itens, como a possibilidade de apostar em móveis planejados e demais opções para otimizar e valorizar a nova moradia.

Saiba como escolher o apartamento ideal

Agora que você já tem certeza de que este é o melhor momento para comprar o seu apartamento, que tal conferir alguns passos para saber como acertar na escolha do imóvel? São eles:

Forma de pagamento

Você já deve saber que o valor de um imóvel costuma ser alto. Por isso, é comum não termos a quantia suficiente para realizar a compra à vista, e a única alternativa é recorrer ao financiamento. Nesse caso, você deverá verificar, com atenção, as condições de pagamento com a construtora responsável.

Geralmente, há a chance de oferecer uma quantia como entrada, parcelando o mínimo possível para fugir de juros e garantindo, assim, prestações mais suaves para o seu bolso.

Existe também a opção de contar com o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para essa finalidade. Informe-se sobre as taxas e todas as condições do banco!

Imóvel novo ou usado

Uma das grandes dúvidas na hora da compra é optar por um imóvel novo ou usado. A primeira alternativa tende a apresentar um leiaute mais atualizado e oferecer diferentes opções de lazer; você ainda poderá escolher em qual andar pretende morar.

Já no caso de um usado, o valor é mais acessível no mercado. Esse tipo de imóvel costuma possuir espaços amplos e, muitas vezes, com ótimas localizações. Cheque as suas necessidades antes da decisão.

Localização

A localização é um dos fatores que mais merecem atenção de quem quer comprar o próprio apartamento. Essa questão é responsável por oferecer mais segurança para você e a sua família, além de proporcionar melhor acesso às principais vias da cidade ou região, facilitando a sua chegada ao trabalho ou a outras atividades ao longo dos dias.

Comece analisando se o bairro possui boas opções de comércio e se há proximidade com os itinerários de ônibus ou linhas de metrô que facilitem a sua mobilidade. Para quem busca por mais qualidade de vida, as regiões arborizadas são excelentes, podendo contar com parques, pistas de caminhada e outras formas de lazer. Por fim, converse com vizinhos e moradores para saber se a área é segura e tranquila em diferentes períodos do dia.

Instalações e ambiente

Para garantir que a sua compra seja um sucesso, verifique outros detalhes que farão toda a diferença na sua satisfação.

Um bom exemplo é se certificar de que as instalações tubulares de água e rede elétrica estão em dia. Para isso, abra as torneiras e veja se a água é límpida e, em seguida, confira se as tomadas estão instaladas com base na nova regra de padronização.

Conheça o imóvel para checar a acústica do ambiente antes de fechar o negócio. Caso você sofra com barulho, converse com os seus vizinhos e descubra se o bairro tem muitos ruídos, principalmente à noite.

Seguindo todos esses passos sobre como comprar o próprio apartamento, você garantirá uma aquisição satisfatória e um investimento para a vida toda!

Gostou das nossas dicas? Agora, descubra todas as informações essenciais para quem quer adquirir a primeira casa! Boa leitura!

Você pode gostar
As 10 maiores vantagens de comprar um imóvel na planta
Primeira casa própria: tudo que você precisa saber

Deixe seu comentário

Seu Comentário*

Seu Nome*
Seu Site

Share This